Ser ramo: privilégio ou responsabilidade?

Quando toda essa história de criar o TheVineProject começou, achei fantástica a idéia de unir tantas pessoas com o propósito de expandir o reino de Deus através dessas publicações.  A princípio, vem uma grande expectativa e desejo de participar de tal projeto. Mas sérias implicações me ocorreram quanto ao fato de estarmos interligados como ramos da grande videira que é Jesus.
Lá no livro de João, no capítulo 15, Jesus fala sobre ser a videira e nós sermos os ramos. Podemos pensar que isto seja um grande privilégio pra nós. Porém, mais do que isto, ser ramo inclui uma variedade de responsabilidades que o próprio Jesus nos instituiu.
Uma delas é o fato de permanecermos nEle. 
Cristo diz que se nós, como ramos, permanecemos nEle, Ele permanece em nós. 
Pode parecer simples, mas é um dos aspectos mais preocupantes, já que podemos concluir que Cristo não permanece em nós, se não permanecermos ligados a Videira. E ainda, Ele diz que “aquele que, ESTANDO NELE,” não der fruto, o próprio Pai –que é o agricultor- corta e lança fora.

Ser um ramo da Videira de Cristo é ter mais do que um privilégio. É ter responsabilidades!

Precisamos procurar ser firmes nEle e permanecendo firmes, PRECISAMOS FRUTIFICAR. 
Não podemos achar que Deus não se incomoda com nosso comodismo, já que somos seus filhos. O próprios Deus corta e nos lança fora. E mais: Jesus diz que os ramos que são cortados, são lançados ao fogo e queimados.

Ser um ramo não é brincadeira. Não é um privilégio.
Ser um ramo não é participar de mais um projeto.
Ser um ramo não é simplesmente ser um crente.
Ser um ramo é ser fiel, é ser útil, é ser frutífero. É SER UM CRISTÃO AUTÊNTICO.
Isso não são só exigências de Deus. São critérios de qualidade.

E isso não é opção. Não há outra forma de sermos discípulos de Jesus e de sermos seus ramos!

“Meu pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e ASSIM SERÃO MEUS DISCÍPULOS.” (João 15.8)
Sejamos bons ramos. 
Sejamos aquilo que Deus quer de nós.
Pode crer. Vale a pena!

0 comentários:

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites