Unanimidades do 519 - "A menina que roubava livros"


Bom, para quem ainda não sabe, o 519 é uma das linhas de ônibus que pego para ir a minha faculdade. De uns tempos pra cá, notei que sempre existem umas unanimidades literárias dentro deste cubículo andante. É só entrar no "buzão" que lá estão todos aqueles seres iluminados que parecem até ter combinado de levarem o mesmo livro. Talvez, poderiam fazer até um Sarau Literário.

Pois bem. A unanimidade atual é outro livro, mas como ainda não pude ler para comentar, peguei o anterior, que por sinal, era um exemplar na mão a cada assento que eu olhava.
"A Menina que roubava livros" é um livro escrito pelo autor Markus Zusak que conta a história de Liesel Meminger, uma menina que mora com pais adotivos e sofre muito já que toda a sua vida se passa na Alemanha Nazista, durante a 2ª Guerra Mundial.
Um livro, sinceramente, de linguagem chata 'pra dedéu' no início. Mas depois, assume uma outra forma e a história começa a ganhar corpo (ou não...).
A história vai mostrando a vida simples de Liesel, e principalmente, a sua paixão pela leitura. Paixão tamanha que em determinado momento de sua vida, passa a virar uma autêntica roubadora de livros. Além disso, ainda faz muitos amigos, como Rudy (que na minha opinião deveria ter namorado com a Liesel, mas morreu! sim, contei o final do livro) e Max, um judeu, filho de uma amigo de guerra do Pai adotivo de Liesel, que acaba por ser abrigado em seu porão durante o período de guerra (e é meu personagem favorito no livro). Na verdade, acho até que Liesel tinha uma imensa vontade de dar ter Max como seu namorado, pois é cheia de intimidades e desejos por ele, apesar dele ser mais velho que ela.
Como se toda essa história não bastasse, a narradora disso tudo é ninguém menos do que A PRÓPRIA MORTE! Que na minha opinião, devia estar sem ninguém pra matar e resolveu contar essa historinha "xucra" pra nós.
Sim, é um livro legal e bonito, porém sem grande enredo. Bem que faltou um toque ao estilo Hollywood pra dar um UP nessa obra.
Recomendo para pessoas de estômago frágil, que não vão ter que se preocupar com fortes emoções (tirando a parte do final onde todos morrem e apenas ela sobrevive... XD).

1 comentários:

se eu tivesse mta inspiração pra ler, eu ate tentaria...
parece ser até legal....
agora, quanto a CETURB te pago pra fazer propagandas dos onibus?!(tá, foi ridiculo!)

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites